NOVIDADES
Carrosséis — É interessante

Parque de Diversões” – a construção de engenharia mais difícil

Como definir um “parque de diversões”?
Do ponto de vista funcional, é um mini centro de entretenimento, onde as crianças de diferentes idades podem brincar, divertir-se e desenvolver-se fisicamente. Não pode ser aborrecido, deve proporcionar emoções positivas e ser seguro. Do ponto de vista técnico, temos a construção de engenharia delicada, precisa e complexa e totalmente regulamentada. Por ser constituído por inúmeros elementos, exige uma qualificada e adequada abordagem no desenvolvimento do projecto, na fabricação, instalação, montagem e implementação. É essencial para calcular com cuidado os pesos e os esforços de modo a trabalhar com grandes margens, colocando uma grande exigência nos factores que dizem respeito à segurança das crianças que vão visitar o complexo. Recomendamos que escolha atracções recreativas, fiáveis e seguras, de fabricantes conhecidos e comprovados.

Deve exigir garantia de qualidade, um certificado especial chamado “Certificado de Conformidade”, assim como o correspondente certificado sanitário – epidemiológico. A qualidade das atracções recreativas deve reflectir-se na sua longa vida e serviço, um encaixe hábil e meticuloso dos edifícios, o uso de materiais duráveis, dispondo de um elevado grau de força e resistência. Preste especial atenção à qualidade dos componentes e acessórios que são usados durante a montagem das máquinas: tecidos, borrachas, redes, enchimentos, conectores, cargas de diversão leve, e assim por diante. Deve prestar especial e séria atenção na escolha dos complexos de trampolins e insufláveis, uma vez que a segurança dos seus clientes depende directamente da qualidade e durabilidade do material. O melhor material para essas atracções especiais é um material altamente resistente em PVC, com uma densidade de não menos de 600 g/m2. Todas as costuras devem ser cosidas pelo menos duas, ou até três vezes, e nas emendas, que têm um maior grau de esforço (por exemplo, mates e trampolins) também devem ser coladas com uma fita especial reforçada. Todo o recheio (montanhas, comboios, labirintos, obstáculos, pontes, etc.) deve ser cuidadosamente definido, para que as crianças não caiam ou fiquem presas. Um aspecto importante do negócio é considerar um complexo de entretenimento temático como um todo. Há uma diferença entre uma atracção, que faz parte de um complexo de entretenimento temático uno e bem desenhado e uma atracção pura e simples, no seu sentido abstracto.

A primeira é muito mais interessante do que a segunda. A preocupação primordial é que todo o mobiliário combine entre si e enriqueça o apelo estético do parque em geral, juntamente com a funcionalidade e segurança de todo o complexo. Só através de um “design” arrojado é que o parque de diversões pode atrair uma grande multidão de visitantes, especialmente os menores, com a escolha de um tema e uma decoração popular para as crianças. Um complexo de diversões simples pode tornar-se um castelo de princesas, um reino submarino, um país maravilhoso, povoado por heróis de filmes de desenhos animados, uma selva habitada por animais exóticos, etc. Toda esta atmosfera trará aos visitantes alegria e satisfação e a si, um lucro justo. Deve ter em conta que todos os elementos decorativos, bem como as construções básicas devem ser de qualidade, sem se soltar, romper, sem bloqueamentos, e outras coisas do género.